Entendendo os Métodos de Extração de espermatozoides

Entendendo os Métodos de Extração de espermatozoides: punção epididimária, punção testicular e microdissecção testicular (microTESE)

No tratamento de fertilização in vitro (FIV) da infertilidade de causa masculina exclusiva ou associada à feminina, pode ser necessária a extração de espermatozoides de uma fonte que não seja o ejaculado seminal usual.

Indicações incluem situações em que há obstrução permanente irreversível ou indesejável do trato genital (vasectomia, obstrução dos ductos deferentes secundária a infecção, agenesia congênita bilateral dos deferentes, etc), contagem ou qualidade inadequadas de espermatozoides no ejaculado (azoospermia, necrospermia, alta taxa de fragmentação do DNA espermático).

Os procedimentos de punção epidimária e testicular são realizados sob sedação intravenosa combinada com anestesia local. Utiliza-se uma agulha fina (epidídimo) ou pouco calibrosa (testículo) sob aspiração para efetuar-se a recuperação dos espermatozoides. O material extraído é imediatamente analisado pelo biólogo sob microscopia a fim de determinar-se sua qualidade e adequação para o tratamento. A recuperação pós operatória costuma ser rápida e requer somente uso de medicação anti-inflamatória, gelo local, uso de suspensório escrotal e repouso relativo por cerca de 3 a 5 dias.

O procedimento de microdissecção testicular (microTESE) é realizado também sob sedação e anestesia local. Diferentemente das punções, no entanto, consiste num procedimento cirúrgico mais elaborado, no qual o testículo precisa ser exposto da bolsa escrotal para, então, ser aberto e permitir a exploração microcirúrgica. Este procedimento é reservado exclusivamente aos casos de azoospermia (aonde há ausência completa de espermatozoides no ejaculado) e tem um tempo de recuperação pós operatória um pouco mais longo (cerca de uma semana).

Através de uma consulta minuciosa e exames laboratoriais e físico, o urologista é capaz de determinar a necessidade ou não da realização de um destes procedimentos para a otimização do sucesso da FIV, dentro do contexto clínico do casal.

 

Referências:

  1. Esteves SC, Miyaoka R and Agarwal A.  Sperm retrieval techniques for assisted reproduction. Int Braz J Urol 2011; 37(5): 570-83.
  2. Esteves SC, Miyaoka R and Agarwal A.  Surgical treatment of male infertility in the era of intracystoplasmic sperm injection – new insights.               Clinics 2011; 66(8): 1463-78.

 

Dr Ricardo MiyaokaDr. Ricardo Miyaoka
CRM 107.917

Andrologista